Brasileirão Série A

Por que o ataque do Corinthians é tão ineficiente no Brasileirão 2019? Números explicam!

Timão encontra sérios problemas no setor de criação e tem acumulado série de derrotas no nacional

16 de Outubro de 2019 às 18:16 por | -- comentário(s).


Vagner Love e Boselli são as peças mais utilizadas por Carille nos últimos jogos do Corinthians. (Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)

O que está acontecendo com o ataque do Corinthians? O número de apenas três finalizações no revés do último final de semana por 1 a 0 para o São Paulo, no estádio do Morumbi, pela 25ª rodada do Brasileirão 2019, escancarou um grave problema do time dirigido pelo técnico Fábio Carille: a equipe pouco cria na competição e tem sofrido para estufar as redes adversárias. 

Segundo os dados do Footstats, o Timão atuando como visitante no Campeonato Brasileiro 2019 é a equipe que menos finaliza (média de 7,5 por jogo), time que possui menos finalizações certas (cerca de 2,3 por partida) e, de quebra, é o 19º clube com a pior pontaria (cerca de 31,1% sucesso) do torneio. 

Se somar o desempenho de mandante e visitante ao longo das 25 rodadas do nacional, os números do Corinthians ainda pioram e revelam um cenário em que o ataque ocupa o posto de terceiro time que menos finaliza (média de 10,6 chutes)a gol e o quarto que pouco acerta o alvo (4,0 finalizações certas) dentro do campeonato.  

Cadê as jogadas aéreas? Arma letal do time no início de 2019, principalmente na conquista do título paulista, os cruzamentos tem sido a única opção ofensiva alvinegra dentro da competição e a execução da jogada tem causado arrepios em seus torcedores sem série de bolas alçadas e nenhuma conclusão a gol nos 90 minutos. 

Ao longo de 2019, 34 dos 67 tentos que o time fez teve origem nas bolas alçadas na área (é cerca de 51%). Porém, apenas na Série A do Brasileirão 2019, o número de eficiência da bola aérea cai drasticamente para 26% . Ou seja, sete de 27 gols no nacional partiram de alguma jogada de cruzamento. 

Ao todo, o Timão é o quinto time que mais cruza bolas na área - soma 562 bolas levantadas (tendo média de 22,5 por jogo). Porém, apenas 57 finalizações foram originada do cruzamento. Ou seja, é preciso de 10 cruzamentos para os atacantes alvinegros fazerem uma conclusão a gol.

Do elenco alvinegro, o centroavante argentino Mauro Boselli soma 11 finalizações de cabeça e é o número 1 na jogada. Contratado em julho, o zagueiro Gil é o segundo melhor cabeceador com nove conclusões certas e o também zagueiro Manoel fecha o top-3 dos melhores cabeceadores com seis desvios de cabeça contra a meta adversária. 

O grande problema do Corinthians é fato de criar pouco, finalizar menos ainda e depender em demasiado de uma jogada já identificada por seus rivais no Brasileirão. É bom o técnico Fábio Carille buscar alternativas ofensivas ou seu emprego entrará em cheque já que boa parte dos reforços da temporada 2019 contaram com seu aval.

É BOM DE PALPITE? APOSTE NOS JOGOS DO BRASILEIRÃO 2019 

Se você é um apostador com a rara habilidade para acertar os vencedores dos jogos e cravar os placares com 100% de sucesso, não perca tempo e transforme seus palpites em dinheiro. Quer saber como? 

Acesse o Betsul, o melhor site de apostas esportivas da América do Sul, confira as dicas de apostas, estatísticas especiais e faça quantas apostas quiser nos duelos do Campeonato Brasileiro Série A. 

VEJA A ANÁLISE DO FOOTSTATS SOBRE O DESEMPENHO DO CORINTHIANS: