Futebol

Conheça os jogadores que estão há mais tempo no mesmo clube

Separamos os famosos mais fiéis ao redor do mundo

13 de agosto de 2021 às 20:06 por | -- comentário(s).


Esse é o trio há mais tempo nos mesmos clubes (Reprodução/Instagram)

Em tempos de grandes negociações, permanecer por muitos anos em um mesmo clube é coisa rara. Ainda assim, existem grandes casos de amor entre jogador e camisa que há muito tempo duram. Diferentemente de Lionel Messi, que trocou o Barcelona pelo PSG em 2021, tem gente que, pelo andar da carruagem, vai terminar a carreira no time que jogou por quase a vida toda.

A maioria deles, aliás, ninguém deve conhecer. Afinal, os seis jogadores há mais tempo no mesmo clube estão em times longe do primeiro escalão. O mais famoso é apenas o 7º com trajetória mais longeva numa mesma equipe. Estamos falando do goleiro russo Igor Akinfeev, que há 18 anos e sete meses defende o CSKA Moscou.

Outro famoso atleta fiel ao seu clube é Mark Noble, meia do West Ham. Ele chegou no time londrino aos 17 anos e segue lá até hoje, com 34. Isso sem falar os anos em que passou nas categorias de base (foram mais quatro até chegar ao profissional).

Quem é o jogador há mais tempo no mesmo clube no Brasil?

Essa é bem fácil. O goleiro Fábio, do Cruzeiro, está na Raposa há 16 anos e sete meses, sendo o jogador que há mais tempo defende a mesma equipe no Brasil. Na verdade, o arqueiro chegou na Celeste em 2000, vindo do União Bandeirantes, no entanto, foi emprestado algumas vezes e só chegou a estrear em 2005.

Desde então, não deixou mais o Cruzeiro e segue defendendo a meta da Raposa até hoje, aos 40 anos. Neste tempo, conquistou duas vezes o Campeonato Brasileiro (2013 e 2014) e duas vezes a Copa do Brasil (2017 e 2018), além de incríveis sete campeonatos estaduais (2006, 2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019).

Quem são os jogadores há mais tempo no mesmo clube?

3. Ismaeil Matar - Al Wahda (19 anos e 8 meses)

Aos 38 anos, Ismaeil Matar é o terceiro jogador do mundo há mais tempo defendendo a mesma camisa. Revelado nas categorias de base do clube, o emiradense até passou um mês emprestado ao Al-Sadd depois de subir ao profissional, mas desde que retornou, em 2009, nunca mais saiu. 

Ele pode não ser conhecido por aqui, mas nos Emirados Árabes tem um currículo de respeito. São 121 jogos pela seleção do país e 34 gols marcados. Ele tem até uma participação nos Jogos Olímpicos, em Londres, em 2012, como um dos veteranos convocados.

2. Koji Homma - Mito HollyHock (22 anos e 1 mês)

Aos 44 anos, Koji Homma é uma lenda do futebol japonês. Em 1999, ele foi contratado pelo Mito HollyHock vindo do Urawa Reds e está lá em atividade até hoje. Atualmente, o goleiro disputa a J2 League, a 2ª divisão nacional do Japão, sendo o jogador com mais jogos na competição (575).

Como sempre defendeu um time pequeno do país, seu currículo não é extenso e não conta com conquistas relevantes, mas só o fato de ser um dos jogadores mais velhos em atividade já mostra que Homma tem importância para o futebol local.

1. Lee Casciaro (23 anos e 1 mês)

O jogador há mais tempo defendendo o mesmo clube vem da pequena Gibraltar e deve ser o maior campeão da história do país. Lee Casciaro, aos 39 anos, vem dedicando nada menos do que 23 deles a defender o Lincoln Red Imps, o maior clube do país.

Ele chegou na equipe em julho de 1998 e segue lá até hoje. Neste tempo, conquistou quatro vezes o campeonato local, duas vezes a Copa de Gibraltar e duas vezes a Supercopa de Gibraltar, além de ter sido o artilheiro do nacional na temporada 2014/15.

Lee Casciaro é responsável por alguns momentos marcantes do país. Ele marcou o gol que deu a primeira vitória da história de um time de Gibraltar na Liga dos Campeões da Europa. Isso aconteceu em 2015, na primeira fase de qualificação, contra uma equipe de Andorra.

O atacante também marcou o primeiro gol da história da seleção gibraltana, contra a Escócia, que venceu por 6 a 1. Como por lá o futebol não é profissional, além de jogador, Lee Casciaro é policial.