Libertadores

Os quatro semifinalistas da Libertadores 2021

Confira o resumo das trajetórias de Atlético Mineiro, Palmeiras, Flamengo e Barcelona

23 de agosto de 2021 às 19:55 por | -- comentário(s).


Confrontos das semifinais da CONMEBOL Libertadores 2021 (Divulgação/CONMEBOL)

Os quatro semifinalistas da Libertadores da América 2021 já foram definidos, assim como a data dos confrontos de ida e volta. Com exceção ao Barcelona (EQU), Atlético-MG, Flamengo e Palmeiras seguem vivos na luta para trazer a Glória Eterna para o Brasil mais uma vez.

A equipe equatoriana inviabilizou uma semifinal 100% brasileira ao eliminar o Fluminense, pela vantagem dos gols fora de casa, com um placar agregado de 3 a 3. No duelo de ida, o Barcelona empatou com o Flu, no Rio de Janeiro, por 2 a 2. Em casa, os equatorianos receberam os brasileiros com a vantagem de classificação com empates sem gols e por 1 a 1 - o segundo que foi justamente o resultado do duelo da volta. 

Virando a página das quartas, o jogo de ida entre Atlético Mineiro e Palmeiras pelas semis será no Allianz Parque, no dia 21 de setembro, às 21h30 (horário de Brasília). Já o confronto de volta, com mando do Galo, será no dia 28, na semana seguinte, também às 21h30. O segundo confronto ainda não foi confirmado para o Mineirão.

O Flamengo enfrenta o Barcelona (EQU) no dia 22 de setembro, às 21h30, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. A decisão está marcada para o dia 29, na casa do Barcelona, o Estádio Monumental, no Equador. O horário será o mesmo.

Confira o resumo das trajetórias dos semifinalistas da Libertadores 2021

Atlético Mineiro 

Sob o comando de Cuca, o Atlético vive grande fase e os atleticanos podem voltar a sonhar com o título mais importante do continente. A equipe mineira está no topo da tabela do Brasileirão 2021 há duas semanas e na Libertadores decide os confrontos de mata-mata no Mineirão até o fim enquanto estiver vivo na competição.

Isso porque o alvinegro garantiu, depois de uma campanha avassaladora na primeira fase da competição, a melhor campanha no geral da fase de grupos da Libertadores com 16 pontos (cinco vitórias e um empate), 15 gols marcados e apenas três sofridos. 

Já nas fases eliminatórias, o Atlético-MG atingiu um feito inédito no futebol brasileiro. Ao despachar o River Plate por 3 a 0 no Mineirão no jogo decisivo, o Galo é o primeiro time do país a eliminar River e Boca Juniors numa mesma edição do torneio continental.

Palmeiras 

O atual campeão da Libertadores conquistou na atual edição a segunda melhor campanha da fase de grupos. O Palmeiras de Abel Fernandes venceu cinco dos seis jogos disputados, marcando 20 gols, com direito a duas goleadas, uma por 5 a 0 e outra por 6 a 0, ambas no Allianz Parque, contra Independiente Del Valle (EQU) e Universitario (PER), respectivamente. 

Na fase de mata-mata, a equipe bateu a Universidad Católica duas vezes, ambas por 1 a 0, e também carimbou sua vaga para as quartas de final - onde enfrentou o São Paulo. 

O primeiro Choque-Rei pelas quartas da Libertadores terminou empatado, 1 a 1, no Morumbi. No jogo da volta, no Allianz, o Palmeiras dominou o São Paulo em grande estilo, com uma vitória por 3 a 0, e deu fim a um incômodo  jejum do alviverde no clássico pelo torneio continental. Até então, os times já haviam se enfrentado nove vezes, com seis triunfos tricolores e três empates. 

Flamengo

 O campeão da Libertadores de 2020 passou com tranquilidade pela primeira fase da competição deste ano, liderando o grupo G e garantindo a quinta melhor campanha da competição. O Flamengo obteve três vitórias e três empates, terminando com 12 pontos. 

Na sequência da competição, o triunfo do Flamengo diante do Defensa y Justicia no confronto de ida das oitavas de final da Copa Libertadores 2021 marcou a estreia do técnico Renato Gaúcho no comando da equipe carioca. O rubro negrou venceu fora de seus domínios por 1 a 0. No jogo de volta, a equipe carioca confirmou a sua classificação aplicando uma goleada de 4 a 1 sobre o time argentino. 

Nas quartas, o Flamengo atropelou o Olimpia nas duas oportunidades, na ida e volta. No Paraguai, o rubro-negro encaminhou a sua classificação ao vencer a equipe mandante por 4 a 1. No confronto da volta, o time de Renato Gaúcho garantiu a sua vaga depois de aplicar um 5 a 1 sobre o adversário. 

Vale destacar o brilho do camisa 9 do Flamengo na Libertadores. Autor de quatro gols do Flamengo nas quartas de final, Gabigol assumiu a artilharia da competição, com 10 gols,  e entrou pra história ao se tornar também o brasileiro com mais tentos em todos os tempos na competição sul-americana.

Barcelona 

A equipe equatoriana teve muitas provas de fogo dentro da competição e não pode ser considerada nenhuma surpresa entre as finalistas. O Barcelona teve de encarar duas pedreiras na fase de grupos do torneio, se saindo muito bem e ficando com a primeira colocação do Grupo C, deixando o Boca Juniors em segundo e o Santos em terceiro.

Os comandados de Fabián Bustos conquistaram 13 dos 18 pontos possíveis, com quatro vitórias, um empate e uma derrota. A campanha do Barcelona foi a quarta melhor da fase de grupos e, por este motivo, a equipe equatoriana decidirá em casa o seu confronto contra o Flamengo. 

Já nas oitavas, o Barcelona saiu em desvantagem no primeiro jogo contra o Vélez Sarsfield fora de casa, onde perdeu por 1 a 0, no entanto, uma vitória por 3 a 1 no Monumental garantiu a continuidade da equipe na competição. 

Contra o Fluminense, dois empates e a vantagem de ter feito mais gols fora de seus domínios foram o suficiente para manter vivo o sonho do Barcelona de libertar a América. 

Vale ressaltar a força da equipe equatoriana em sua casa, no Monumental, onde segue invicta na competição.